Saiba mais sobre os Orgãos Internos e a Ação do Cristal nos mesmos.

VAGINA FROUXA - O que é Vagina Frouxa?  

desenho explicativo de vagina frouxa São três os estados de uma vagina. O primeiro é o pós puberdade, ou seja logo após a primeira menstruação, ( Figura 1 ) o segundo é após o primeiro ano de casada mas sem filhos ( Figura 2 ) e o terceiro é após o primeiro parto normal, pela vagina. (Figura 3 ) As gravuras acima demonstram bem as aparências hipotéticas desses estados. Vamos nos ater ao terceiro estado, o da Vagina Frouxa, sem dúvida o maior flagelo do lado feminino da humanidade.

Se analisarmos os aspectos bio-fisiológicos do nosso corpo, verificamos que Deus foi magnânimo em todos os setores de sua estrutura, mas no caso da vagina da pessoa humana, cabe dúvidas de difícil solução. A estrutura vaginal da mulher civilizada encerra em si mesma uma das maiores tragédias porque tem que passar a mulher se tiver que cumprir seu papel de mãe, portanto de responsável pela continuidade da espécie humana.

Passa a ser, do ponto de vista do macho, uma espécie de lixo biológico capaz apenas de um sexo de segunda ou terceira categoria. Essa é a verdade nua e crua e a mulher sabe e sente esse drama. Sofre calada, com estoicismo. Sonha com seu tempo de vagina estreitinha. - Figura n.3 Em defesa da providencia divina surgiu o yogue Bagwan cerca de 900 anos antes da Era Cristã.
Ele observou que as mulheres que viviam nas florestas, mesmo mães de vários filhos, não caiam de valor para seus maridos. Bagwan era um gênio e logo encontrou a razão. O corpo humano possui um emaranhado de vyas kutas (meridianos) divididos em positivos ou aéreos e negativos ou terrestres. São 72 mil sendo 36 mil positivos e 36 mil negativos. É o universo da acupuntura.

Os positivos têm inícios e terminais na parte superior do corpo humano, um grande número desses
termina na língua e no palato e os negativos ou terrestres têm inicio na parte superior do corpo, ou
nas vísceras, mas todos os terminais terrestres estão localizados nas plantas dos dois pés. As
mulheres da floresta só andam descalças, logo os terminais de seus meridianos terrestres são ativados em cada pisada, em cada passada que dê no solo áspero e cheio de pedrinhas. Entre esses terminais está o da vagina que uma vez ativado provoca uma contração vaginal espontânea, ou seja, uma contração sem comando mental.

Entre dez meses ou um ano após a parição, ativadas por 720 mil pisadas ou passadas, descalça,
media vivencial de quem vive no mato, a vagina da mulher parida se contrai voltando a sua estrutura
original. – Deus não estava sendo ingrato com nossas mulheres , apenas Ele não podia imaginar
que elas um dia usariam sapato. Foi portanto com base no habito d e andar descalça da mulher das cavernas que Bagwan criou a prática da mudra conhecida como Mula Bandha.

Como Bagwan já estava apaixonado pelo Bastão de cristal dos Faraós, ele introduziu seu uso nos
exercícios da Mula Bandha para estreitamento da vagina, como já fizera com o Avirate para aumento do pênis e o resultado foi maravilhoso. Em apenas noventa dias de prática da Mula Bandha com o auxilio do Tan-duey a vagina da mulher parida volta ao normal ou segundo milhares de maridos “muito melhor que antes da parição”.

Além do beneficio á vagina, a Mula Bandha com o cristal evita que quando vovó, a mulher ande pela rua urinando na roupa. Nossa oferta consiste de um pacote com um bastão Tan-duey de Beta Cristal 24; um jogo de Ki Vis chinesas (Troykas )de Beta Cristal 7, um tratado de Mula Bandha com a  finalidade de estreitamento da vagina, para uso pela mulher.

Saiba tudo sobre seus orgãos, é importante.
Faça uma consulta diferente




 
fale conosco
cuidados com a Prostata
como acontece a consulta com mestre sagy
Saiba como é a massagem
Saiba como viver mais de 100 anos e com saude
Dicas de alimentação
Seja um super atleta
Alimentos nutricionais micelizados



 

 

 

 

Veja como é facil compra o cristal Tan-duey
 
Veja uma pequena historia sobre o cristal
Entrevista no programa do JÔ soares
Todos os direitos reservados - www.sagyunna.com - Copyright 2008.